Chocolate Amargo

 
 

Dicionário:

Cacau: "cacaueiro Relativo ao cacau ou à árvore que o produz. sm Bot Árvore da família das Esterculiáceas (Theobroma cacao), originária da parte tropical da América do Sul, cultivada em todos os países de clima quente pelo grande valor comercial de seus frutos, o cacau. As flores são vermelhas e caulifloras; cacauzeiro, cacaueiro."

O chocolate amargo é considerado por muitos especialistas e pesquisadores como uma das variações que contém o maior grau de benefícios a humanidade, desde que consumido da forma correta, com a indicação de ingestão dentro de um padrão esperado.

Geralmente este tipo chocolate contém uma porção maior de cacau que possui os famosos flavonóides antioxidantes que podem proporcionar inúmeros benefícios em comparação aos demais tipos, ele deve ser um complemento de uma alimentação balanceada alinhada a prática de exercícios físicos.

 

Diversos grupos de cientistas ressaltam que o chocolate meio amargo pode ser mais saudável do que chocolate ao leite por conter importantes propriedades anti- oxidantes. A diferença na qualidade do chocolate também afeta o benefício que o produto traz à saúde do consumidor. Quanto mais cacau, maior o benefício segundo os pesquisadores e especialistas.

 
 
 
> Cascata de Chocolate
 
> Chocolate Amargo
 
> Chocolate ao Leite
 
> Chocolate Branco
 

> Fondue de Chocolate ou Queijo

 
> Cacau
 
> Bolo
 
> Mousse
 
> Pudim
 
> Doces Finos
 
> Política de Privacidade
 
> Fale Conosco

A informação de pesquisadores e cientistas é que o consumo de outros tipos de chocolates deve ser muito superior ao amargo para que seja possível alcançar a quantidade de anti-oxidantes quando se comparado a sua versão escura.

 

O mercado especializado no chocolate já consegue oferecer vários níveis de concentração de cacau no chocolate. Conseguimos encontrar opções de 40%, 50%, 70% e até 80%. Milhares de pesquisas direcionam os benefícios do chocolate escuro.

 

O mercado sempre preocupado em atender crescente demanda por produtos de qualidade criou a versão do chocolate meio amargo, que proporciona quase os mesmos benefícios.

 

Chocolate amargo também pode proporcionar a  liberação da serotonina no organismo, responsável por gerar a sensação de bem-estar. Pesquisas estão sendo realizadas para identificar todos os benefícios do cacau.

 
Geralmente os produtos derivados do cacau podem ser ricos em calorias, porém não deve ser considerado o vilão de sua alimentação. O chocolate principalmente o preto, possui os flavonóides que têm várias funções nutricionais, alguns deles com propriedades antioxidantes e outros como antiinflamatórias.
 
 
 

Você tem a livre opção de escolha entre o chocolate preto ou branco, geralmente o chocolate preto é o mais indicado por médicos e especialistas por possuir uma quantidade menor de gordura e maior quantidade de cacau resumindo menos calórico e mais “rico” em nutrientes.

 

Estudo publicado nos Estados Unidos em 2005, concluiu que esse tipo específico de chocolate desde que consumido da forma correta alinhado a uma dieta balanceada, uma rotina de exercícios físicos entre outros cuidados pode proporcionar benefícios significativos para a circulação sangüínea. Existe uma lista disponível na Internet de alimentos que contém flavonóides, podemos citar como exemplos: frutas, vegetais, chá, vinho tinto etc.

 

 

Atenção o consumo excessivo não apenas do chocolate como de qualquer alimento não é saudável, ocasionando futuros problemas em sua saúde. Mas, se pretende agradar a você ou alguém, deixe em sua lista de prioridades o chocolate amargo, é uma boa escolha.

 

Para os chocólatras de plantão estudos recentes realizados em Boston, reportam que o consumo de chocolate amargo todos os dias não é tão benéfico para saúde como se imaginava a alguns anos atrás. Neste estudo o chocolate é recomendado apenas duas vezes por semana, portanto a recomendação é um consumo moderado alinhado a demais cuidados.

 

No entanto, vale lembrar que os possíveis benefícios por exemplo do chocolate meio amargo referem-se a uma quantidade limitada, ou seja, exagerar em sua ingestão pode provocar efeitos indesejáveis à saúde devido a sua elevada concentração de gorduras saturadas e açúcar simples. A ingestão de antioxidantes, reduz a taxa de radicais livres na corrente sanguínea, segundo alguns estudos disponíveis na Internet a alta concentração dos radicais livres pode ter relação com doenças cardiovasculares e alguns tumores.

 

O chocolate que é consumido por milhares de pessoas ao redor do mundo, é produzido de um item extraído de uma árvore denominada cacaueiro (Theobroma cacao), geralmente localizada em regiões tropicais, especialmente na América o cacaueiro tem de 6 a 8 metros de altura e precisa da sombra de árvores mais altas e ambientes úmidos.

 

Do fruto do cacaueiro será extraído as sementes que posteriormente vão passar por um processo de fermentação, e posteriormente será produzido o cacau em pó e a manteiga de cacau. Os astecas plantavam o cacaueiro para extração do cacau e usar suas sementes para produção de uma pasta, bebidas etc... as sementes também funcionavam como moedas entre os membros do grupo.

 

Atenção: As informações nesta página não são conclusivas sobre os benefícios do cacau e do chocolate amargo, dúvidas consulte seu médico e questione qual a melhor tipo para consumo.